Potencial Turístico

Além de fornecer água em quantidade e qualidade, a Serra do Gandarela possui belíssimas cachoeiras, poços e corredeiras formando um conjunto tão significativo quanto o da Serra do Cipó.

Há também 13 lagoas que, por terem características peculiares, reforçam o potencial turístico da região.


Potencial turistico do Gandarela

Podemos considerar a região do Gandarela como a área mais extensa com tal diversidade de características, e que ainda não apresenta a exploração maciça de seus recursos minerais e a interferência urbana. A Mata Atlântica, no interior e nas vertentes exteriores da serra, é a maior e mais preservada de toda a região.

Juntamente com os campos rupestres e os campos de altitude, a serra guarda uma rica diversidade de flora e fauna, que abriga espécies endêmicas e em extinção, além de uma das maiores geodiversidades da região do Quadrilátero Ferrífero.


Potencial turistico do Gandarela

Mais de 50 cavernas já foram cadastradas, sendo que uma delas é uma das maiores do Brasil, e um sítio Paleontológico de grande importância (constituído de depósitos sedimentares da idade terciária, ocorrência única de três unidades continentais empilhadas, do Eoceno Superior, Oligoceno e Mioceno Inferior).

Esses fósseis contam a história das mudanças climáticas que ocorreram ao longo do tempo nesta região. Trata-se finalmente de uma área mediterrânea entre referências fundamentais da topografia regional (Serra do Caraça, Serra da Piedade, Pico do Itacolomi e Pico do Itabirito) e da porção Leste do Quadrilátero, possivelmente a mais pujante do conjunto dos povoamentos originários do Ciclo do Ouro na região. Somente na região de Raposos tem 18 nascentes, e vale a pena conhecer a de Brumado e o Ribeirão da Prata.